Ocorreu um erro neste gadget

sexta-feira, 18 de abril de 2014

CRIANÇA DE RUA




Nessa madrugada fria
Peço a Deus permissão
Pra criar esse cordel
Com amor e emoção.
Pra uma criança sofrida
Sem um teto e guarida
Nosso querido irmão.

Em cada rua da cidade
Você pode encontrar
Uma pequena criança
Querendo se alimentar.
Fica no banco da praça
A espera de quem passa
Pra poder lhe ajudar.

Outro nos semáforo da rua
Ficam moedas ali pedindo
Algum condutor que passa
Ainda fica dele sorrindo.
Invés de um trocado dar
O vidro vai logo levantar
E aquele menino insistindo.

Não tem hora nem dia
Será sempre discriminado
Todo o apurado que ganha
No bolso fica guardado.
Se a droga ele usar
Correndo vai comprar
Gastando todo trocado.


Aos senhores políticos
Que só fazem prometer
Criem um grande projeto
Que tudo irá resolver.
Curso profissionalizante
Será muito importante
Para o Brasil desenvolver.


Quantas crianças inocentem
Um chocolate queria comer
Mais ninguém ver ele na rua
Pra um chocolate oferecer.
O coitado fica apenas olhando
Quantas pessoas comprando
E triste fica a oferecer.

Hoje numa sexta feira
Ele não tem o que comer
Seu cobertor é um papelão
Querendo o frio combater.
Seu corpo todo gelado
Fica no chão deitado
E assim vivem a sofrer.

João Pessoa, 18 de Abril de 2014


Nenhum comentário:

Postar um comentário