Ocorreu um erro neste gadget

quarta-feira, 11 de maio de 2011

SONETO- AINDA VOLTO AMOR


Você é a mulher da minha vida,
Jamais eu vou te abandonar.
Seres hoje, seu amor querida,
Pra sempre eu vou, te amar.

Mesmo que eu var, mais voltarei,
Você estará linda, me esperando.
A lágrima que derramar, eu enxugarei,
E logo eu vou lhe abraçando.

Numa janela, tão triste você chora,
E eu vou de você, me distanciar,
A brisa é forte, e meu amor adormece.

No relógio se aproxima a minha hora,
E vou da minha querida, me ausentar,
Mais de um amor, agente não esquece.

João Pessoa- 11 de Maio de 2011

Nenhum comentário:

Postar um comentário